Resumo do jogo

Deu tudo errado na Vila

SAN 2
Brasileirão 2021
Rodada 10
1 CAP

Uma noite em que nada deu certo para o Furacão. Na Vila Belmiro, o Athletico não repetiu suas melhores atuações no Brasileirão e viu a sorte ficar ao lado do Santos, que conquistou a vitória por 2 a 1.

Depois de sair atrás, o Athletico buscou o empate na última jogada do primeiro tempo, com um gol de Fernando Canesin. Mas sofreu o segundo gol santista logo no início da etapa final, com um gol contra de José Ivaldo.

O Furacão ainda lutou pelo empate até o último instante. Mas não conseguiu igualar o placar novamente. É a segunda derrota rubro-negra em nove jogos.

O próximo desafio rubro-negro no Brasileiro está marcado para o próximo sábado (10). O adversário será o líder Red Bull Bragantino, no Caldeirão.

O Jogo

O jogo

O Santos tentou partir para o abafa no começo do jogo. Mas o Athletico deu a resposta e criou as primeiras boas oportunidades do jogo. Matheus Babi cabeceou rente ao travessão em cruzamento de Christian e bateu para fora após receber passe de Abner.

O time da casa voltou a se encontrar no jogo e parou em duas grandes defesas de Santos, em finalizações de Marcos Guilherme e Pirani. Mas aos 30′, o goleiro rubro-negro rebateu o chute de Marinho, Madson pegou o rebote e cruzou para Marcos Guilherme marcar.

O Furacão voltou a chegar com perigo em um lançamento de Santos para Vitinho, que chutou para a defesa de João Paulo. E conseguiu o empate aos 45′. Vitinho cruzou da esquerda e Canesin bateu forte de primeira: 1 a 1!

A expectativa era que a reação rubro-negra continuasse na segunda etapa. Mas logo aos 4′, Pirani cruzou, a bola desviou em Richard e Zé Ivaldo tentou afastar, mas colocou para dentro do próprio arco athleticano. Gol contra e o adversário de novo em vantagem.

António Oliveira mexeu no time, com as entradas de Nikão, David Terans e Khellven e o Athletico melhorou na partida. Mas o Santos se defendia bem e propiciava poucas oportunidades.

Nikão arriscou por fora e mandou por cima do gol. Terans recebeu um ótimo lançamento na área, mas não conseguiu pegar em cheio na bola. E Renato Kayzer cabeceou por cima do travessão.

Aos 47′, o árbitro viu um pênalti em um lance em que a bola foi chutada em cima de Thiago Heleno. Antes, Santos havia sofrido falta. Por orientação do VAR, o árbitro voltou atrás.

E por muito pouco o empate não saiu aos 51′. Em bola cruzada na área, Vitinho chutou para fora do gol.

Santos 2×1 Athletico Paranaense
Campeonato Brasileiro 2021 – 10ª rodada
Data: 06/07/2021
Horário: 19h30
Local: Estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro), em Santos (SP)
Árbitro: Vinicius Gomes do Amaral (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e André da Silva Bitencourt (RS)
Quarto árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Árbitro de vídeo: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)

Santos: João Paulo; Madson, Luiz Felipe, Kaiky e Moraes; Camacho, Jean Mota (Vinícius Balieiro, aos 45′ do 2º tempo) e Pirani (Sánchez, aos 27′ do 2º tempo); Marinho (Ângelo, aos 45′ do 2º tempo), Marcos Guilherme (Marcos Leonardo, aos 37′ do 2º tempo) e Lucas Braga (Vinícius Zanocelo, aos 37′ do 2º tempo)
Técnico: Eduardo Zuma
Gols: Marcos Guilherme, aos 30′ do primeiro tempo; José Ivaldo (contra), aos 4′ do 2º tempo
Cartões amarelos: Kaiky e Luiz Felipe

Athletico Paranaense: Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e José Ivaldo (Nikão, aos 12′ do 2º tempo); Marcinho (Khellven, aos 12′ do 2º tempo), Richard, Christian (Léo Cittadini, aos 23′ do 2º tempo) e Abner; Fernando Canesin (David Terans, aos 12′ do 2º tempo), Matheus Babi (Renato Kayzer, aos 23′ do 2º tempo) e Vitinho
Técnico: António Oliveira
Gol: Fernando Canesin, aos 45′ do primeiro tempo
Cartões amarelos: Thiago Heleno e Renato Kayzer

Fotos: Gustavo Oliveira/athletico.com.br

SAN CAP
18
Finalizações
12
8
Finalizações no gol
2
7
Finalizações para fora
10
3
Finalizações bloqueadas
0
2
Chances reais
2
7
Escanteios
4
2
Impedimentos
2
3-4-3
28
Vitinho
21
Matheus Babi
55
Fernando Canesin
16
Abner
88
Christian
25
Richard
5
Marcinho
27
José Ivaldo
44
Thiago Heleno
34
Pedro Henrique
1
Santos
  • Anderson
  • Bento
  • Márcio Azevedo
  • Nicolas
  • Jadson
  • Nikão
  • Khellven
  • Léo Cittadini
  • Erick
  • Renato Kayzer
  • David Terans
  • Carlos Eduardo
  • Técnico
  • António Oliveira

Arbitragem

Árbitro:

Vinicius Gomes do Amaral (RS)

Auxiliares:

Jorge Eduardo Bernardi (RS)

André da Silva Bitencourt (RS)

Quarto árbitro:

Thiago Duarte Peixoto (SP)

Público e Renda

Total:

Sem público

Pagante:

Renda: