Resumo do jogo

Empate no Joaquim Américo

CAP 1
Brasileirão 2020
Rodada 7
1 RBB

O Athletico está com saudade da vitória. O time rubro-negro mostrou, nesta quarta-feira (2), que compartilha o sentimento da torcida. Batalhou, tentou superar os desfalques e a instabilidade de um recomeço. Mas ainda não foi desta vez que ela veio.

Veja os melhores momentos do jogo

O Jogo

Agora sob o comando interino de Eduardo Barros, o time athleticano começou o jogo mostrando que está incomodado com a série negativa. O primeiro gol poderia ter saído logo no começo, mas foi evitado por um milagre do goleiro na cabeçada de Erick.

Ficou para os 16’, na linda jogada que teve a arrancada de Erick, passando pela marcação, o drible de Geuvânio e o chute preciso, no cantinho.

Um gol que mostrou que a vitória tinha tudo para sair. Mas ela escapou em um outro belo gol. Claudinho recebeu lançamento e tocou encobrindo Santos.

O jogo seguiu aberto, com as duas equipes buscando o gol.

Teve a estreia de Fabinho, a volta de Erick, mais uma aparição de Walter…

Mas ela, a vitória, continuou insistindo em não aparecer. 

A próxima oportunidade é no domingo (6), contra o Vasco, no Rio. Que ela apareça para matar nossa saudade.

Ficha técnica: Athletico Paranaense 1×1 Red Bull Bragantino
Campeonato Brasileiro 2020 – 7ª rodada
Data: 02/09/2020
Horário: 20h30
Local: Estádio Joaquim Américo

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ)
Assistentes: Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ) e Thiago Rosa de Oliveira (PR)
Quarto árbitro: Leonardo Ferreira Lima (PR)
Árbitro de vídeo: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ) 

Athletico Paranaense: Santos; Khellven, Lucas Halter, Pedro Henrique e Abner Vinícius; Wellington (Richard, aos 35’ do 2º tempo); Geuvânio (Carlos Eduardo, aos 22’ do 2º tempo), Erick (Christian, aos 22’ do 2º tempo), Léo Cittadini e Pedrinho (Fabinho, aos 10’ do 2º tempo); Guilherme Bissoli (Walter, aos 35’ do 2º tempo)
Técnico: Eduardo Barros
Gol: Geuvânio, aos 16’ do primeiro tempo
Cartões amarelos: Wellington, Khellven

Bragantino: Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Léo Realpe e Edimar; Ricardo Ryller (Uillian Correia, aos 32’ do 2º tempo), Matheus Jesus (Lucas Evangelista, aos 42’ do 2º tempo) e Claudinho; Artur (Morato, aos 42’ do 2º tempo), Jan Hurtado (Ytalo, aos 15’ do 2º tempo) e Leandrinho (Bruno Tubarão, aos 15’ do 2º tempo)
Técnico: Marcinho
Gol: Claudinho, aos 29’ do primeiro tempo
Cartões amarelos: Claudinho, Bruno Tubarão

CAP RBB
11
Finalizações
15
6
Finalizações no gol
3
2
Finalizações para fora
6
3
Finalizações bloqueadas
6
3
Chances reais
3
2
Escanteios
8
1
Impedimentos
0
4-1-4-1
17
Bissoli
29
Pedrinho
18
Léo Cittadini
26
Erick
8
Geuvânio
5
Wellington
16
Abner Vinicius
34
Pedro Henrique
33
Lucas Halter
13
Khellven
1
Santos
  • Jandrei
  • Lucho González
  • Márcio Azevedo
  • Fabinho
  • Walter
  • Jaime Alvarado
  • Richard
  • José Ivaldo
  • Fernando Canesin
  • Christian
  • Carlos Eduardo
  • Léo Gomes
  • Técnico
  • Eduardo Barros

Arbitragem

Árbitro:

Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ)

Auxiliares:

Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)

Thiago Rosa de Oliveira (PR)

Quarto árbitro:

Leonardo Ferreira Lima (PR)

Público e Renda

Total:

Portões fechados

Pagante:

Portões fechados

Renda:

Portões fechados