Resumo do jogo

Noite infeliz

SAN 3
Brasileirão 2020
Rodada 3
1 CAP

Veja os melhores momentos do jogo

O Jogo

O Athletico perdeu, neste domingo (16), a invencibilidade na retomada do futebol. E, com ela, terminou uma sequência de 15 jogos sem derrota pelo Brasileirão. Resultado de uma noite em que nada deu certo para o Furacão.

O jogo contra o Santos começou como vem sendo habitual: o Rubro-Negro dominando a posse de bola, marcando no campo do adversário e controlando as ações. E dessa forma, chegou perigo com Vitinho e Vinícius Mingotti. 

Mas, aos 28’, aconteceu a primeira de uma série de falhas defensivas que definiram o jogo a favor do adversário. Marinho e Soteldo aproveitaram e colocaram o Santos na frente.

O Athletico sentiu o gol, diminuiu o ritmo e acabou sofrendo o segundo ainda no primeiro tempo. Desta vez, quem apareceu desmarcado foi Felipe Jonatan, que acertou um chute indefensável.

Uma boa jogada do Furacão no último lance da primeira etapa poderia ter feito as coisas mudarem de rumo. Mas o chute de Nikão encontrou a trave. 

A segunda etapa começou com o Furacão tentando reagir. Carlos Eduardo substituiu Mingotti no intervalo e aos 16’ sofreu um pênalti ignorado pela arbitragem, que não recorreu ao árbitro de vídeo.

Léo Cittadini também teve uma boa chance, mas foi o Santos quem voltou a marcar. Aos 36’, em nova falha do Athletico, Marinho ficou na cara do gol e fez o terceiro.

O Athletico descontou 41’, com Abner, após uma linda jogada de Geuvânio. E ainda teve mais uma grande chance com Cittadini. Mas não tinha mais como reverter o placar.

Agora, a hora é de iniciar uma nova sequência contra o Palmeiras, na próxima quarta (19), na Arena. 

Ficha técnica: Santos 3×1 Athletico Paranaense
Campeonato Brasileiro 2020: 4ª rodada
Data: 16/08/2020
Horário: 19h45
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Michael Stanislau (RS)
Árbitro de vídeo: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)

Santos: Vladimir (João Paulo, aos 35’ do 1º tempo); Pará, Lucas Veríssimo (Alex, aos 25’ do 1º tempo), Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Carlos Sánchez e Diego Pituca; Soteldo, Kaio Jorge (Tailson, aos 39’ do 2º tempo) e Marinho (Jobson, aos 38’ do 2º tempo)
Técnico: Cuca
Gols: Soteldo, aos 28’, e Felipe Jonatan, aos 40’ do primeiro tempo. Marinho, aos 36’ do 2º tempo
Cartão amarelo: Alison

Athletico Paranaense: Santos; Jonathan (Khellven, aos 32’ do 2º tempo), Lucas Halter, Thiago Heleno e Abner Vinícius; Wellington; Nikão (Geuvânio, aos 32’ do 2º tempo), Léo Cittadini, Marquinhos Gabriel (Richard, aos 18’ do 2º tempo) e Vitinho (Pedrinho, aos 18’ do 2º tempo); Vinícius Mingotti (Carlos Eduardo, no intervalo)
Técnico: Lucas Silvestre
Gol: Abner, aos 41’ do segundo tempo
Cartão amarelo: Richard

SAN CAP
12
Finalizações
11
6
Finalizações no gol
3
6
Finalizações para fora
4
0
Finalizações bloqueadas
4
9
Chances reais
4
2
Escanteios
6
0
Impedimentos
0
4-1-4-1
38
Vinicius Mingotti
28
Vitinho
10
Marquinhos Gabriel
18
Léo Cittadini
11
Nikão
5
Wellington
16
Abner Vinicius
44
Thiago Heleno
33
Lucas Halter
2
Jonathan
1
Santos
  • Jandrei
  • Lucho González
  • Márcio Azevedo
  • Geuvânio
  • Khellven
  • Felipe Aguilar
  • Richard
  • Pedrinho
  • Pedro Henrique
  • Bruno Leite
  • Kawan
  • Carlos Eduardo
  • Técnico
  • Lucas Silvestre

Arbitragem

Árbitro:

Anderson Daronco (RS)

Auxiliares:

Rafael da Silva Alves (RS)

Michael Stanislau (RS)

Quarto árbitro:

Thiago Luis Scarascati (SP)

Público e Renda

Total:

Portões fechados

Pagante:

Portões fechados

Renda:

Portões fechados