Resumo do jogo

Que maravilha, Furacão!

CSC 0
Brasileirão 2020
Rodada 33
2 CAP

Dois golaços para colocar o Furacão mais perto da CONMEBOL Libertadores! Carlos Eduardo entrou no segundo tempo para brilhar no gramado da Arena Castelão e garantir a vitória do Athletico sobre o Ceará. 

O Rubro-Negro chegou aos 45 pontos e vai encerrar a rodada do Brasileirão na primeira parte da tabela. A briga por um lugar no maior torneio do continente, pelo terceiro ano consecutivo, continua e deve seguir até o final do campeonato!

O Jogo

Não foi uma partida brilhante do Furacão em Fortaleza (CE). Mas o time lutou muito pela vitória e os dois gols vieram já nos minutos finais. Ambos em jogadas individuais, em que Carlos Eduardo esbanjou técnica e categoria para balançar a rede.

O primeiro tempo foi de muito equilíbrio. O Ceará teve uma boa chance logo no início, mas Vina parou no posicionamento, no reflexo e na frieza de Santos. O Athletico teve sua melhor chance em uma cabeçada de Vitinho, por cima do gol.

Na etapa final, o Athletico melhorou, passou a ter maior posse de bola, mas a marcação cearense estava bem postada. Mesmo assim, o Furacão manteve o domínio do jogo, seguiu buscando o gol e chegou lá.

O primeiro, aos 39′. Carlos Eduardo recuperou a bola, partiu para dentro da área, deixou Luiz Otávio na saudade e tocou cruzado e rasteiro, na saída do goleiro.

O segundo, aos 46′. Pela direita, Nikão tocou para Bissoli, que acionou Cadu na entrada da área. Com um toque de letra, ele passou por Tiago, saiu na cara do gol e finalizou.

Duas pinturas que deixaram o Furacão mais vivo do que nunca na disputa!

O próximo desafio é contra o líder do campeonato. Na quinta-feira (4), às 21h, o Rubro-Negro pega o Internacional, no Caldeirão.

Ficha técnica: Ceará 0 x 2 Athletico Paranaense
Campeonato Brasileiro 2020 – 33ª rodada
Data: 31/01/2021
Horário: 16h
Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)

Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Quarto árbitro: Luiz César de Oliveira Magalhães (CE)
Árbitro de vídeo: Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE)

Ceará: Richard; Samuel Xavier, Tiago Pagnussat, Luiz Otávio e Alyson (Kelvyn, aos 46′ do 2º tempo); Fabinho (Pedro Naresi, aos 46′ do 2º tempo), Fernando Sobral (Wescley, aos 46′ do 2º tempo), Vina e Lima; Léo Chú (Leandro Carvalho, aos 21′ do 2º tempo) e Cléber
Técnico: Guto Ferreira

Athletico Paranaense: Santos; Khellven, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard (Jaime Alvarado, aos 46′ do 2º tempo), Fernando Canesin (José Ivaldo, aos 27′ do 2º tempo) e Léo Cittadini; Nikão, Renato Kayzer (Guilherme Bissoli, aos 27′ do 2º tempo)  e Vitinho (Carlos Eduardo, no intervalo)
Técnico: Paulo Autuori
Gols: Carlos Eduardo, aos 39′ e aos 46′ do segundo tempo
Cartões amarelos: Renato Kayzer e Khellven

 

CSC CAP
7
Finalizações
11
2
Finalizações no gol
4
2
Finalizações bloqueadas
4
3
Finalizações para fora
3
1
Chances reais
2
3
Escanteios
4
1
Impedimentos
2
4-3-3
79
Renato Kayzer
28
Vitinho
11
Nikão
18
Léo Cittadini
55
Fernando Canesin
25
Richard
16
Abner Vinicius
44
Thiago Heleno
34
Pedro Henrique
13
Khellven
1
Santos
  • Jandrei
  • Bento
  • Jaime Alvarado
  • Bissoli
  • Walter
  • Reinaldo
  • Felipe Aguilar
  • José Ivaldo
  • Lucas Halter
  • Bruno Leite
  • Jadson
  • Carlos Eduardo
  • Técnico
  • Paulo Autuori

Arbitragem

Árbitro:

Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

Auxiliares:

Henrique Neu Ribeiro (SC)

Fabiano da Silva Ramires (ES)

Quarto árbitro:

Luiz César de Oliveira Magalhães (CE)

Público e Renda

Total:

Portões fechados

Pagante:

Portões fechados

Renda:

Portões fechados