Resumo do jogo

Uma tarde infeliz

CFC 4
Paranaense 2020
Rodada 11
0 CAP

O Jogo

Em meio à pandemia do Covid-19, Coritiba e Athletico tiveram que entrar em campo para um clássico estranho. Com o estádio vazio e com a piazada do Furacão irreconhecível, o adversário levou a melhor e conseguiu um triunfo por 4 a 0.

Foi uma tarde infeliz sobre todos os aspectos. Primeiro, pela partida ter sido realizada em meio à mobilização internacional para evitar a propagação do vírus. E depois, pela atuação completamente apagada do time athleticano. 

No início, até parecia que o Athletico poderia se impor na casa do rival. Khellven e Reinaldo obrigaram o goleiro Muralha a trabalhar. Reinaldo apareceu mais uma vez bem posicionado e acertou a trave.

Tudo isso foi antes dos cinco minutos iniciais. E o Rubro-Negro parou por aí. Com a piazada completamente apagada no gramado, o Coritiba não teve muita dificuldade para fazer 3 a 0 ainda no primeiro tempo, com seguidas falhas do sistema defensivo athleticano.

O quarto gol do adversário, no início da segunda etapa, poderia ter encerrado a partida. A partir daí, o Coritiba apenas administrou a vantagem. E o Athletico nada conseguiu fazer ao menos para diminuir a conta.

Um jogo que nem deveria ter acontecido.

Agora, resta à piazada se recuperar e levantar a cabeça.

O adversário das quartas de final será o Londrina.

Ninguém sabe quando. 

Ficha técnica: Coritiba 4×0 Athletico Paranaense
Campeonato Paranaense 2020: 1ª fase – 11ª rodada
Data: 15/03/2020 [domingo]
Horário: 16h
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)

Coritiba: Alex Muralha; Patrick Vieira, Rhodolfo, Sabino e William Matheus; Nathan Silva, Matheus Sales e Giovanni Augusto (Gabriel, aos 20’ do 2º tempo); Rafinha (Matheus Galdezani, aos 32 do 2º tempo), Thiago Lopes e Igor Jesus
Técnico: Eduardo Barroca
Gols: Igor Jesus, aos 10’, Sabino, aos 19’, e Matheus Sales, aos 45’ do 1º tempo. Rhodolfo, aos 18’ do 2º tempo.
Cartões amarelos: Igor Jesus, Giovanni Augusto, Rafinha, Rhodolfo, Nathan, Matheus Galdezani

Athletico Paranaense: Gabriel; Khellven, Pedrão, Luan Patrick e Abner Vinícius (Jaderson, no intervalo); Léo Gomes, Christian, Reinaldo e Denner (Vinícius Mingotti, no intervalo); Jajá (Kawan, aos 24’ do 2º tempo) e Pedrinho
Técnico: Eduardo Barros
Cartões amarelos: Vinicius Mingotti, Léo Gomes, Reinaldo, Jáderson

CFC CAP
18
Finalizações
8
10
Finalizações no gol
4
6
Finalizações para fora
3
2
Finalizações bloqueadas
1
10
Chances reais
4
5
Escanteios
4
1
Impedimentos
0
4-4-2
9
Pedrinho
10
Jajá
11
Denner
8
Christian
5
Léo Gomes
7
Reinaldo
6
Abner Vinicius
3
Luan Patrick
4
Pedrão
2
Khellven
1
Gabriel
  • Anderson
  • Walber
  • Elias Lira
  • Jáderson
  • Kawan
  • Julimar
  • Vinicius Mingotti
  • Breno Lopes
  • Elias Carioca
  • Ramon
  • Bruno Leite
  • Juliano
  • Técnico
  • Eduardo Barros

Arbitragem

Árbitro:

José Mendonça da Silva Jr

Auxiliares:

Bruno Boschilia

Ivan Carlos Bohn

Quarto árbitro:

Murilo Klein

Público e Renda

Total:

331

Pagante:

0

Renda:

Portões fechados