Resumo do jogo

Vitória na marra!

RBB 0
Brasileirão 2020
Rodada 26
1 CAP

O que vale são os três pontos. Com esse bordão na cabeça, o Athletico foi a Bragança Paulista, aproveitou uma das poucas chances que teve, segurou-se na defesa e venceu o Bragantino por 1 a 0 neste domingo (20).

Vitória fundamental no Brasileirão, conquistada com o oportunismo de Renato Kayzer e muita raça na defesa para segurar o placar.

Veja os melhores momentos do jogo

O Jogo

O jogo começou com o Bragantino tentando pressionar a saída de bola do Furacão. O Rubro-Negro aproveitou os espaços para chegar por três vezes com perigo, com Carlos Eduardo e Nikão.

E justamente quando o adversário começava a encaixar melhor o seu jogo, o Athletico marcou o gol da vitória. Thiago Heleno lançou Renato Kayzer, que aproveitou a falha do zagueiro, saiu na cara do gol e mandou pra rede: 1 a 0! 

Na frente no placar, o Furacão tratou de se defender e tentar os contra-ataques. E no início da segunda etapa, quase conseguiu ampliar. Aos 2’, em cruzamento de Abner que passou por Kayzer e Carlos Eduardo. E aos 17’ com Kayzer mandando na trave!

A partir daí, o Bragantino foi todo ataque. E se defendendo de todas as formas, o Rubro-Negro conseguiu se segurar. Santos foi uma muralha mais uma vez. E aos 47’, um carrinho salvador de Thiago Heleno impediu Alerrandro de marcar, dentro da pequena área. 

O que vale são os três pontos. E eles vieram na bagagem para o CAT do Caju. O próximo desafio é em casa, no próximo domingo (27), contra o Vasco da Gama.

Ficha técnica: Red Bull Bragantino 0x1 Athletico Paranaense
Campeonato Brasileiro 2020: 26ª rodada
Data: 20/12/2020 [domingo]
Horário: 16h
Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) e Johnny Barros de Oliveira (SC)
Quarto árbitro: Rafael Gomes Felix da Silva (SP)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

Red Bull Bragantino: Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Edimar (Hurtado, aos 39’ do 2º tempo); Raul, Eric Ramires (Matheus Jesus, aos 11’ do 2º tempo) e Claudinho; Artur (Thonny Anderson, aos 30’ do 2º tempo), Bruno Tubarão (Morato, aos 11’ do 2º tempo) e Ytalo (Alerrandro, aos 11’ do 2º tempo)
Técnico: Maurício Barbieri
Cartões amarelos: Ligger e Raul

Athletico Paranaense: Santos; Khellven (Lucas Halter, aos 25’ do 2º tempo), José Ivaldo, Thiago Heleno e Abner; Richard (Lucho González, aos 39’ do 2º tempo), Christian (Jaime Alvarado, aos 20’ do 2º tempo) e Léo Cittadini; Nikão, Renato Kayzer (Walter, aos 39’ do 2º tempo) e Carlos Eduardo (Reinaldo, aos 25’ do 2º tempo)
Técnico: Paulo Autuori
Gol: Renato Kayzer, aos 25’ do primeiro tempo
Cartões amarelos: José Ivaldo, Christian, Jaime Alvarado, Richard e Walter 

Fotos: Mauricio Mano/Site Oficial

RBB CAP
21
Finalizações
5
7
Finalizações no gol
3
10
Finalizações para fora
2
4
Finalizações bloqueadas
0
6
Chances reais
4
17
Escanteios
4
6
Impedimentos
5
4-3-3
96
Carlos Eduardo
79
Renato Kayzer
11
Nikão
18
Léo Cittadini
88
Christian
25
Richard
16
Abner Vinicius
44
Thiago Heleno
27
José Ivaldo
13
Khellven
1
Santos
  • Jandrei
  • Lucas Halter
  • Jaime Alvarado
  • Lucho González
  • Ravanelli
  • Fernando Canesin
  • Bruno Leite
  • Jadson
  • Geuvânio
  • Bissoli
  • Walter
  • Reinaldo
  • Técnico
  • Paulo Autuori

Arbitragem

Árbitro:

Braulio da Silva Machado (SC)

Auxiliares:

Kleber Lucio Gil (SC)

Johnny Barros de Oliveira (SC)

Quarto árbitro:

Rafael Gomes Felix da Silva (SP)

Público e Renda

Total:

Portões fechados

Pagante:

Portões fechados

Renda:

Portões fechados