Resumo do jogo

Voltamos! É o que importa

LEC 1
Paranaense 2020
Quartas de final - Jogo de ida
1 CAP

Veja os melhores momentos do jogo

O Jogo

O Athletico voltou! Depois de 125 dias sem futebol, o Furacão enfrentou o Londrina neste domingo (19). As arquibancadas continuam vazias. Mas a camisa rubro-negra esteve em campo novamente.

O jogo disputado em Cornélio Procópio terminou empatado em 1 a 1. Mas o dia ficará marcado pela volta aos gramados após o mais longo período sem jogos de toda a história athleticana.

E depois de tanto tempo parado, o Athletico surpreendeu pelo ritmo intenso mostrado do no primeiro tempo. Foram 12 finalizações contra o gol, contra nenhuma do adversário. 

Uma imensa atuação de Nikão, que comandou o ataque e esteve muito perto do gol. Na chance mais clara, driblou até o goleiro, mas preferiu tocar para Bissoli, que parou em uma grande recuperação do camisa 1 londrinense.

Quando a segunda etapa começou, o Furacão voltou no mesmo ritmo. E desta vez, bastaram dois minutos para a rede balançar. Léo Cittadini roubou a bola de um adversário que tentava sair jogando de dentro da área. Depois, tocou no canto, tirando da torcida o grito de gol guardado por mais de quatro meses. 

Mas a conta de tanto tempo com time parado veio. O Athletico teve que diminuir o ritmo. E o Londrina, sem outra opção, saiu para o ataque.

O oponente esteve perto do empate aos 23’, quando o árbitro anotou um pênalti estranho em uma jogada em que Bruno Leite se enroscou com um adversário. Mas daí foi a vez de matar a saudade do melhor goleiro do Brasil.

Na cobrança, Santos foi brilhante, indo buscar no cantinho a bola batida pelo centroavante do Londrina. E no rebote, foi mágico, defendendo com um reflexo incrível um chute a queima-roupa. 

Tudo se encaminhava para um triunfo do Furacão, mas um lance estranho impediu a vitória. Aos 43’, Junior Pirambu pegou uma sobre junto à linha de fundo, tentou mandar para o meio da área, mas a bola desviou em Lucas Halter e entrou no único espaço possível: 1 a 1.

O resultado não foi o que a torcida queria. Ainda falta muito para o time entrar no ritmo ideal. Mas o Furacão mostrou no primeiro tempo que está de volta e vai em busca do troféu estadual.

O time volta ao campo no meio da semana. Uma vitória garante a vaga nas semifinais.

Ficha técnica: Londrina 1×1 Athletico Paranaense
Campeonato Paranaense: quartas de final – jogo de ida
Data: 19/07/2020
Horário: 18h
Local: Estádio Ubirajara Medeiros, em Cornélio Procópio (PR)

Londrina: Matheus Albino; Raí Ramos, Cristian, Zé Pedro e Felipe Camillo (Pastor, aos 16’ do 2º tempo); Marcondes, Luan Marchiori, Ruster Santos e Matheus Bianchi (Juan, aos 37’ do 2º tempo); Junior Pirambu e Uelber (Igor Paixão, aos 31’ do 2º tempo)
Gol: Junior Pirambu, aos 43’ do segundo tempo
Técnico: Alemão
Cartões amarelos: Ruster, Juan

Athletico Paranaense: Santos; Erick, Lucas Halter, Thiago Heleno e Márcio Azevedo; Wellington (Lucho González – intervalo); Nikão, Léo Cittadini, Marquinhos Gabriel (Bruno Leite, aos 22’ do 2º tempo) e Carlos Eduardo; Bissoli (Christian, aos 39’ do 2º tempo)
Técnico: Dorival Júnior
Gols: Léo Cittadini, aos 2’ do segundo tempo

LEC CAP
7
Finalizações
16
3
Finalizações no gol
6
4
Finalizações para fora
7
0
Finalizações bloqueadas
3
3
Chances reais
5
1
Escanteios
7
2
Impedimentos
0
4-1-4-1
17
Guilherme Bissoli
96
Carlos Eduardo
10
Marquinhos Gabriel
18
Léo Cittadini
11
Nikão
5
Wellington
6
Márcio Azevedo
44
Thiago Heleno
33
Lucas Halter
26
Erick
1
Santos
  • Jandrei
  • Jonathan
  • Lucho González
  • Abner Vinicius
  • Adriano
  • Vitinho
  • Luan Patrick
  • Bruno Leite
  • Kawan
  • Jajá
  • Christian
  • Técnico
  • Dorival Júnior

Arbitragem

Árbitro:

Paulo Roberto Alves Jr

Auxiliares:

Victor Hugo Imazu dos Santos

Luiz Henrique de Sousa Santos Renesto

Quarto árbitro:

João Paulo Romano Queiroz

Público e Renda

Total:

Sem público

Pagante:

Sem público

Renda:

Sem público