Resumo do jogo

100% na largada

CAP 2
Brasileirão 2020
Rodada 2
1 GOI

Veja os melhores momentos do jogo

O Jogo

Dois jogos, duas vitórias. O Brasileirão está começando, mas os resultados e o futebol mostrado pelo Athletico nestas primeiras partidas podem ser o prenúncio de uma grande campanha. Nesta quarta-feira (12) foi o Goiás quem caiu diante do Furacão.

Novamente, o time comandado por Dorival Júnior dominou a partida, buscou o gol a todo momento e conquistou um triunfo merecido. As circunstâncias levaram a alguns momentos de tensão, mas no geral foi o Athletico quem se impôs.

No primeiro tempo, o controle foi total. Mais de 80% de posse de bola, 11 finalizações. E se o craque Nikão não estava em um dos dias mais brilhantes pela direita, no lado esquerdo Vitinho aparecia 100% ligado e inspirado.

Aos 31’, foi impossível segurar aquele chute na gaveta. Ele recebeu de Lucas Halter, avançou em direção da área, passou por um zagueiro e ajeitou para a perna direita. A bola fez uma linda curva antes de balançar a rede. Golaço do piá do Caju.

Se houvesse justiça, Vitinho teria feito o segundo ainda na primeira etapa. Mas a cabeçada certeira, após o bom cruzamento de Jonathan, explodiu na trave.

E no último instante, o VAR apontou pênalti para o Goiás, após a bola bater na mão de Thiago Heleno, que estava na barreira em uma falta. A cobrança foi precisa e Santos não teve o que fazer.

O empate não era justo e alguns instantes de desatenção no começo do segundo tempo quase pioraram a situação. Mas logo o Furacão voltou a mandar no jogo.

O gol da vitória poderia ter saído na linda jogada que terminou com o chute de Léo Cittadini, após uma longa troca de passes no ataque. Mas ele veio novamente com a participação decisiva de Vitinho.

Aos 30’, Nikão cruzou fechado, o goleiro do Goiás não alcançou. A bola ia saindo pela linha de fundo, mas Vitinho acreditou no lance e conseguiu tocar para o meio da área, encobrindo o arqueiro verde, e Carlos Eduardo apareceu para tocar de cabeça. 

Seguimos na frente!

Ficha técnica: Athletico Paranaense 2×1 Goiás
Campeonato Brasileiro 2020: 2ª rodada
Data: 12/08/2020
Horário: 19h15
Local: Estádio Joaquim Américo

Athletico Paranaense: Santos; Jonathan, Lucas Halter, Thiago Heleno e Abner Vinícius; Wellington; Nikão, Fernando Canesin (Léo Cittadini, aos 22’ do 1º tempo), Marquinhos Gabriel (Richard, aos 44’ do 2º tempo) e Vitinho (Geuvânio, aos 44’ do 2º tempo); Vinícius Mingotti (Carlos Eduardo, aos 21’ do 2º tempo)
Técnico: Dorival Júnior
Gols: Vitinho, aos 31’ do primeiro tempo, e Carlos Eduardo, aos 30’ do segundo tempo
Cartões amarelos: Jonathan, Thiago Heleno e Lucas Halter

Goiás: Marcelo Rangel; Yago Rocha (Pintado, no intervalo), Fábio Sanches, Rafael Vaz e Heron; Breno, Luiz Gustavo (Miguel Figueira, aos 39’ do 2º tempo), Daniel Bessa (Ignacio Jara, aos 36’ do 2º tempo) e Thalles (Douglas Baggio, no intervalo); Victor Andrade e Vinícius Lopes (Zeca, aos 41’ do 2º tempo)
Técnico: Ney Franco
Gol: Daniel Bessa (pênalti), aos 57’ do 2º tempo
Cartões amarelos: Daniel Bessa, Rafael Vaz e Victor Andrade

CAP GOI
18
Finalizações
9
5
Finalizações no gol
2
9
Finalizações para fora
5
4
Finalizações bloqueadas
2
6
Chances reais
3
3
Escanteios
2
1
Impedimentos
1
4-1-4-1
38
Vinicius Mingotti
28
Vitinho
10
Marquinhos Gabriel
55
Fernando Canesin
11
Nikão
5
Wellington
16
Abner Vinicius
44
Thiago Heleno
33
Lucas Halter
2
Jonathan
1
Santos
  • Jandrei
  • Lucho González
  • Geuvânio
  • Khellven
  • Léo Cittadini
  • Felipe Aguilar
  • Richard
  • José Ivaldo
  • Pedrinho
  • Bruno Leite
  • Kawan
  • Carlos Eduardo
  • Técnico
  • Dorival Júnior

Arbitragem

Árbitro:

Diego Pombo Lopez (BA)

Auxiliares:

Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA)

Jucimar dos Santos Dias (BA)

Quarto árbitro:

Lucas Paulo Torezin (PR)

Público e Renda

Total:

Portões fechados

Pagante:

Portões fechados

Renda:

Portões fechados