CAP 0
1º T
0'
5 0 ACG
Copa do Brasil 2021
Oitavas de final - Ida
Resumo do jogo

Com duas expulsões, Athletico sofre primeira derrota

BAH 2
Brasileirão 2021
Rodada 6
1 CAP

O Furacão jogou quase o tempo todo com um homem a menos. Lutou durante os 90 minutos. Buscou o resultado até o final. Mas acabou superado pelo Bahia pelo placar de 2 a 1, na noite desta quinta-feira (24), em Salvador.

Mesmo com a primeira derrota, o Athletico segue sendo a equipe com o melhor aproveitamento do Brasileirão. Com 12 pontos, está na segunda posição, com dois pontos e um jogo a menos que o Bragantino, que lidera.

O Rubro-Negro pode recuperar a liderança no próximo domingo (27). O adversário será a Chapecoense, às 20h, no Joaquim Américo.

O Jogo

O jogo

Jogando em casa, o Bahia tentou controlar o jogo e partir para cima no início. Mas a primeira boa chance foi do Furacão. Abner cruzou para a cabeçada de David Terans.

Mas aos 12′, aconteceu o lance que mudou a história do jogo. Richard dividiu com Rodriguinho, que baixou a cabeça e acabou sendo atingido pelo athleticano. O árbitro mostrou o cartão vermelho, para a revolta da equipe rubro-negra.

Logo depois, o time da casa conseguiu abrir o placar. Em cobrança de escanteio, Patrick cabeceou no cantinho. Santos ainda foi nela, mas não conseguiu evitar.

Mesmo atrás no placar e com um homem a menos, o Athletico não se abalou e partiu em busca do empate. Christian já tinha feito o goleiro trabalhar com um chute de fora da área quando saiu o gol de empate, aos 39′.

Abner recebeu na esquerda e deu um belo passe para David Terans. O uruguaio dominou com categoria, girou pra cima da marcação e finalizou de canhota, no cantinho! O golaço foi o primeiro de Terans com a camisa rubro-negra!

Depois do intervalo, o Athletico seguiu chegando com mais intensidade que os donos da casa. Carlos Eduardo soltou uma bomba de fora da área, Vitinho também arriscou e Christian, aos 22′, mandou um belo chute que explodiu no travessão!

Mas foi o Bahia quem conseguiu o segundo gol. Aos 25′, em um cruzamento na área, Rossi marcou de cabeça. O time rubro-negro pediu impedimento, mas o VAR confirmou.

O Athletico teve mais uma chance com Léo Cittadini, que exigiu grande defesa do goleiro Matheus Teixeira. Mais aos 41′, o Athletico foi com nove jogadores em campo, após a expulsão de Marcinho.

Mesmo assim, o Furacão ainda tentou o empate. E Santos brilhou com uma incrível defesa em cabeçada de Óscar Ruiz. Mas o placar ficou mesmo em 2 a 1 para o Bahia.

Bahia 2×1 Athletico Paranaense
Campeonato Brasileiro 2021: 6ª rodada
Data: 24/06/2021
Horário: 21h30
Local: Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA)
Árbitro: Antonio Dib Moraes de Sousa (PI)
Assistentes: Rogério de Oliveira Braga (PI) e Márcio Iglésias Araújo Silva (PI)
Quarto árbitro: Emerson Ricardo de Almeida Andrade (BA)
Árbitro de vídeo: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN)

Bahia: Matheus Teixeira; Nino Paraíba, Conti (Luiz Otávio, aos 19′ do 1º tempo), Juninho e Juninho Capixaba; Patrick (Jonas, aos 44′ do 2º tempo), Daniel e Thonny Anderson (Gilberto, no intervalo); Rossi (Taciano, aos 44′ do 2º tempo, Rodriguinho e Maycon Douglas (Óscar Ruiz, aos 19′ do 2º tempo)
Técnico: Dado Cavalcanti
Gols: Patrick, aos 17′ do segundo tempo; Rossi, aos 24′ do segundo tempo
Cartões amarelos: Thonny Anderson e Daniel

Athletico Paranaense: Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e José Ivaldo (Léo Cittadini, aos 20′ do 1º tempo); Marcinho, Richard, Christian (Erick, aos 32′ do 2º tempo) e Abner; David Terans (Fernando Canesin, aos 20′ do 2º tempo), Renato Kayzer (Carlos Eduardo, no intervalo) e Vitinho (Jadson, aos 32′ do 2º tempo)
Técnico: António Oliveira
Gol: David Terans, aos 39′ do primeiro tempo
Cartões vermelhos: Richard, aos 12′ do primeiro tempo, e Marcinho, aos 41′ do 2º tempo
Cartão amarelo: Erick

Fotos: José Tramontin/athletico.com.br

BAH CAP
17
Finalizações
8
8
Finalizações no gol
5
5
Finalizações para fora
2
4
Finalizações bloqueadas
1
6
Chances reais
3
7
Escanteios
1
1
Impedimentos
2
3-4-3
28
Vitinho
79
Renato Kayzer
80
David Terans
16
Abner
88
Christian
25
Richard
5
Marcinho
27
José Ivaldo
44
Thiago Heleno
34
Pedro Henrique
1
Santos
  • Anderson
  • Bento
  • Márcio Azevedo
  • Nicolas
  • Jadson
  • Khellven
  • Jaime Alvarado
  • Léo Cittadini
  • Erick
  • Vinicius Mingotti
  • Fernando Canesin
  • Carlos Eduardo
  • Técnico
  • António Oliveira

Arbitragem

Árbitro:

Antonio Dib Moraes de Sousa (PI)

Auxiliares:

Rogério de Oliveira Braga (PI)

Márcio Iglésias Araújo Silva (PI)

Quarto árbitro:

Emerson Ricardo de Almeida Andrade (BA)

Público e Renda

Total:

Sem público

Pagante:

Renda: