Resumo do jogo

Decisão será em La Plata!

CAP 0
CONMEBOL Libertadores 2022
Quartas de final - Jogo de ida
0 EST

Foi um duelo com a cara da CONMEBOL Libertadores, que terminou com um empate em 0 a 0 amargo para o Athletico. Amargo pelas chances criadas e não aproveitadas, por um gol anulado, por um pênalti marcado e inexplicavelmente abortado.

Mas se o resultado não foi aquele que o Furacão merecia, o confronto com o Estudiantes, pelas quartas de final, continua aberto. O Rubro-Negro vai à Argentina buscar um lugar entre os quatro melhores do continente!

O jogo de volta acontece na próxima quinta-feira (11), às 21h30, na Argentina. Um desafio à altura de quem busca a conquista da América!

Veja os melhores momentos do jogo

O Jogo

O Athletico foi incansável na busca pelo gol. Desde o início, partiu ao ataque e buscou pressionar o adversário. Mas não há facilidade em duelos eliminatórios na CONMEBOL Libertadores. Furar a defesa argentina era um tarefa tremenda.

O Rubro-Negro quase conseguiu aos 8′, quando Terans tabelou com Fernandinho e foi travado na hora do chute. Na sequência, Terans teve nova oportunidade mas não pegou em cheio e a defesa cortou.

O adversário mostrou que era perigoso em seguida, em uma cabeçada de Luciano Lollo. Bento estava lá para fazer grande defesa! 

Aos 24′, aconteceu o lance polêmico da partida. Khellven cruzou fechado, Cuello evitou que a bola saísse e cabeceou para trás. Com o braço aberto, Agustin Godoy interceptou a bola. O juiz, em cima do lance, marcou o pênalti. Mas surpreendentemente e sem qualquer explicação, o VAR pediu a revisão e o árbitro voltou atrás na marcação.

Ainda na primeira etapa, o Rubro-Negro teve mais duas chances. Khellven bateu falta e exigiu grande defesa do goleiro Andújar. E pouco depois, em mais uma cobrança, Cuello bateu, a bola desviou na barreira e o goleiro salvou novamente.

No segundo tempo, o Athletico foi ainda mais incisivo no ataque. Pablo, Cuello, Hugo Moura tiveram oportunidades logo nos primeiros minutos. Fernandinho também assustou os argentinos, com um chute de fora da área.

Mas quem teve as melhores chances foram Pedro Henrique e Léo Cittadini, em cabeceios que deixaram Andújar somente torcendo para que a bola fosse para fora. Fernandinho, desviando escanteio cobrado por Cuello também ficou perto do gol.

Gol que saiu aos 36′, quando Khellven cruzou na cabeça de Thiago Heleno. O General cabeceou ao seu estilo, forte e na gaveta! Mas Khellven estava impedido no lance. 

O Athletico ainda teria mais uma grande chance próprio Khellven, já nos acréscimos. Em cobrança de falta, o lateral acertou um belo chute, que passou muito perto do gol.

Ficha técnica: Athletico Paranaense 0x0 Estudiantes 
CONMEBOL Libertadores 2022: Quartas de final – Jogo de ida
Data: 04/08/2022 (quinta-feira)
Horário: 21h30
Local: Estádio Joaquim Américo

Público pagante: 32.778
Público total: 34.173
Renda: R$ 874.370,00

Árbitro: Jesús Valenzuela (Venezuela)
Assistentes: Jorge Urrego (Venezuela) e Tulio Moreno (Venezuela)
Quatro árbitro: Alexis Herrera (Venezuela)
Árbitro de vídeo: Julio Bascuñan (Chile) 

Athletico Paranaense: Bento; Khellven, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Hugo Moura (Vitinho, aos 25′ do 2º tempo), Fernandinho e David Terans (Alex Santana, aos 18′ do 2º tempo); Canobbio (Léo Cittadini, aos 25′ do 2º tempo), Pablo (Vitor Roque, aos 18′ do 2º tempo) e Tomás Cuello (Rômulo, aos 45′ do 2º tempo)
Técnico: Luiz Felipe Scolari
Cartões amarelos: Fernandinho e Hugo Moura

Estudiantes: Mariano Andújar; Leonardo Godoy, Agustin Rogel, Jorge Morel, Luciano Lollo e Emmanuel Más; Manuel Castro, Fernando Zuqui (Nehuén Paz, aos 30′ do 2º tempo), Jorge Rodríguez e Pablo Piatti (Benjamin Rollheister, aos 23′ do 2º tempo); Mauro Méndez (Mateo Pellegrino, aos 41′ do 2º tempo)
Técnico: Ricardo Zielinski
Cartões amarelos: Pablo Piatti, Agustin Rogel, Manuel Castro e Fernando Zuqui 

Fotos: José Tramontin/athletico.com.br

CAP EST
20
Finalizações
11
2
Finalizações no gol
3
13
Finalizações para fora
7
5
Finalizações bloqueadas
1
5
Chances reais
3
7
Escanteios
5
2
Impedimentos
2
67
Posse de bola
33
4-3-3
28
Tomás Cuello
5
Pablo
9
Canobbio
20
David Terans
17
Hugo Moura
50
Fernandinho
16
Abner
44
Thiago Heleno
34
Pedro Henrique
13
Khellven
1
Bento
  • Anderson
  • Nicolás Hernández
  • Matheus Felipe
  • Matheus Fernandes
  • Léo Cittadini
  • Erick
  • Bryan García
  • Alex Santana
  • Pedrinho
  • Vitinho
  • Vitor Roque
  • Rômulo
  • Técnico
  • Felipão

Arbitragem

Árbitro:

Jesús Valenzuela (Venezuela)

Auxiliares:

Jorge Urrego (Venezuela)

Tulio Moreno (Venezuela)

Quarto árbitro:

Alexis Herrera (Venezuela)

Público e Renda

Total:

34.173

Pagante:

32.778

Renda:

R$ 874.370,00