Resumo do jogo

Golaço, raça e vitória

CAP 1
Brasileirão 2020
Rodada 10
0 CFC

Uma vitória de lavar a alma. Após sete jogos, o Athletico voltou a somar três pontos no Brasileirão. E o triunfo veio justamente no clássico Athletiba, neste sábado (12): 1 a 0, com um golaço de Fabinho.

Veja os melhores momentos do jogo

O Jogo

Foi um clássico com seus ingredientes habituais. Equilíbrio, muita pegada, polêmicas… além de muita raça e vitória do Furacão.

Raça como a de Fabinho no lance do gol. Raça e muita categoria. Logo no começo, aos 11’, Jonathan invadiu a área tabelando com Fabinho. A bola desviou na zaga do Coritiba, mas voltou para Fabinho.

O chute saiu forte, com raiva, na gaveta! Um golaço para espantar a má fase e colocar o Furacão em vantagem! 

O rival tentou reagir, mas parou no goleiro da Seleção Brasileira. A melhor chance deles aconteceu em um chute de fora da área, que desviou em Pedro Henrique e ia em direção ao ângulo. Mas um voo impressionante de Santos evitou o empate.

Logo o Athletico retomou o controle de jogo e voltou a ser mais presente no ataque, mas novas chances de gol só apareceram no segundo tempo.

Abner quase surpreendeu Wilson em um escanteio que foi direto para o gol. E, aos 26’, o Furacão ficou com um homem a mais em campo. Igor Jesus foi expulso ao receber o segundo amarelo, em um lance em que atingiu Thiago Heleno.

Depois, o Athletico administrou o jogo e teve a chance de marcar. Bissoli e Revanelli estiveram muito perto de marcar. E ainda houve um pênalti sobre Christian ignorado pelo árbitro de vídeo.

Mas o mais importante estava garantido. Vitória no clássico, três pontos na tabela, uma posição melhor na classificação… E o embalo retomado para a sequência na temporada.

Agora, é CONMEBOL Libertadores. Terça-feira (15), o Furacão entra em campo na Bolívia, às 19h15, contra o Jorge Wilstermann.

Ficha técnica: Athletico Paranaense 1×0 Coritiba
Campeonato Brasileiro 2020 – 10ª rodada
Data: 12/09/2020
Horário: 16h30
Local: Estádio Joaquim Américo, em Curitiba (PR)

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Neuza Ines Back (RJ) e Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (SP)
Quarto árbitro: Cristian Eduardo Gorski da Luz (PR)
Árbitro de vídeo: Paulo Roberto Alves Junior (PR)

Athletico Paranaense: Santos; Jonathan (Jaime Alvarado, aos 40’ do 2º tempo), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Márcio Azevedo (Abner Vinícius, no intervalo); Wellington; Nikão (Bissoli, aos 22′ do 2º tempo), Erick, Christian e Geuvânio (Carlos Eduardo, aos 13′ do 2º tempo); Fabinho (Ravanelli, aos 40′ do 2º tempo). 
Técnico: Eduardo Barros
Gol: Fabinho, aos 11’ do primeiro tempo
Cartões amarelos: Wellington, Marcio Azevedo, Geuvânio e Christian

Coritiba: Wilson; Jonathan (Natanael, no intervalo), Rhodolfo (Luiz Henrique, aos 26’ do 2º tempo), Sabino e Willian Matheus; Hugo Moura, Matheus Galdezani (Giovanni, no intervalo), Matheus Bueno (Yan Sasse, aos 37’ do 2º tempo) e Robson; Sassá (Giovanni Augusto, aos 37’ do 2º tempo) e Igor Jesus
Técnico: Jorginho
Cartão amarelo: Igor Jesus
Cartão vermelho: Igor Jesus, aos 26’ do segundo tempo

CAP CFC
11
Finalizações
5
3
Finalizações no gol
2
6
Finalizações para fora
2
2
Finalizações bloqueadas
1
4
Chances reais
3
9
Escanteios
6
3
Impedimentos
3
4-1-4-1
7
Fabinho
11
Nikão
26
Erick
88
Christian
8
Geuvânio
5
Wellington
6
Márcio Azevedo
44
Thiago Heleno
34
Pedro Henrique
2
Jonathan
1
Santos
  • Jandrei
  • Felipe Aguilar
  • Lucas Halter
  • Abner Vinicius
  • Jaime Alvarado
  • Léo Gomes
  • Lucho González
  • Ravanelli
  • Bruno Leite
  • Carlos Eduardo
  • Walter
  • Bissoli
  • Técnico
  • Eduardo Barros

Arbitragem

Árbitro:

Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Auxiliares:

Neuza Ines Back (RJ)

Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (SP)

Quarto árbitro:

Cristian Eduardo Gorski da Luz (PR)

Público e Renda

Total:

Portões fechados

Pagante:

Portões fechados

Renda:

Portões fechados