Resumo do jogo

Golaços para abrir vantagem!

PEN 1
CONMEBOL Sul-Americana 2021
Semifinal - Jogo de ida
2 CAP

No Uruguai e pela CONMEBOL Sul-Americana, o Furacão foi gigante mais uma vez!

Com dois lindos gols e com muita raça para segurar a pressão do Peñarol, o Athletico conquistou uma grande vitória na batalha por uma vaga na grande final. Uma bicicleta de Terans logo no começo e um foguete de Pedro Rocha atestaram o triunfo por 2 a 1.

Agora, o Rubro-Negro decidirá o confronto no Caldeirão, na semana que vem. Os gols fora de casa reforçam a vantagem athleticana.

O objetivo é voltar para Montevidéu, em busca de mais um troféu!

Veja os melhores momentos do jogo

O Jogo

O primeiro lance da partida já está na história do Furacão. Pressionando a saída do Peñarol, Marcinho recuperou a bola e tocou para Nikão, que cruzou na área. Bissoli desviou de cabeça para o meio e lá estava Terans.

Em sua antiga casa, o uruguaio deu um lindo (e amargo) presente à torcida. De primeira, mandou uma bicicleta, que encobriu o goleiro e fez a bola dormir junto à rede!

Ainda no início do jogo, o Rubro-Negro chegou ao ataque mais duas vezes, em finalizações de Terans e Erick. Mas a partir daí, teve que suportar todo o ímpeto do Peñarol, que partiu com todas as forças em busca de uma virada.

O empate saiu aos 21′, em um lance em que Álvarez Martínez recebeu na área, quase perdeu o domínio da bola, mas conseguiu tocar para a rede.

A partir daí, a pressão só aumentou. Mas o Athletico se segurou na raça, com a defesa rubro-negra prevalecendo em quase todos os lances. E quando a finalização uruguaia foi perigosa, Santos voou para impedir o gol de Canobbio.

Após o intervalo, todos esperavam que o Peñarol se impusesse ainda mais. E foi o que aconteceu nos primeiros lances, com Santos trabalhando novamente.

Só que o Athletico estava com a marcação ajustada e passou a neutralizar as investidas do time da casa. Poucos lances mais contundentes aconteceram até os 29′.

E daí, o que aconteceu foi mais um lindo gol athleticano. Nikão bateu falta e colocou a bola na área. A defesa do Peñarol afastou, mas a bola ficou com Pedro Rocha. Da entrada da área, ele soltou a bomba, que passou rente à trave balançou o barbante!

Era o gol da vitória!

Mesmo tentando encurralar o Athletico no restante da partida, a equipe uruguaia não conseguiu superar a sólida defesa rubro-negra. Apenas Álvarez Martínez levou real perigo em um chute forte da entrada da área. Mas era Santos quem estava lá.

Um grande passo rumo ao sonho de mais uma conquista internacional!

Ficha técnica: Peñarol 1×2 Athletico Paranaense
CONMEBOL Sul-Americana 2021: Semifinal – Jogo de ida
Data: 23/09/2021 [quinta-feira]
Horário: 21h30
Local: Estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu (Uruguai)

Árbitro: Diego Haro (Peru)
Assistentes: Jonny Bossio (Peru) e Michael Orue (Peru)
Quarto árbitro: Kevin Ortega (Peru)
Árbitro de vídeo: Victor H. Carrillo (Peru)

Peñarol: Dawson; González, Carlos Rodríguez, Kagelmacher e Ramos (Valentín Rodríguez, no intervalo); Trindade (Musto, aos 15′ do 2º tempo), Gargano (Gaitán, aos 23′ do 2º tempo) e Cappellini (Ariel Nahuelpán, aos 39′ do 2º tempo); Canobbio (Laquintana, aos 39′ do 2º tempo), Álvarez Martínez e Torres
Técnico: Mauricio Larriera
Gol: Álvarez Martínez, aos 21′ do primeiro tempo
Cartões amarelos: Trindade, Álvarez Martínez e Valentín Rodríguez

Athletico Paranaense: Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e José Ivaldo; Marcinho (Christian, aos 35′ do 2º tempo), Erick, Richard (Léo Cittadini, aos 11′ do 2º tempo) e Abner (Nicolas, aos 18′ do 2º tempo); Nikão, Guilherme Bissoli (Renato Kayzer, aos 35′ do 2º tempo) e David Terans (Pedro Rocha, aos 18′ do 2º tempo)
Técnico: Bruno Lazaroni
Gols: David Terans, a 1′ do primeiro tempo; Pedro Rocha, aos 29′ do segundo tempo
Cartões amarelos: Erick, Richard, Nicolas, Nikão e Léo Cittadini

Fotos: Mauricio Bermudez

PEN CAP
17
Finalizações
7
8
Finalizações no gol
5
7
Finalizações para fora
1
2
Finalizações bloqueadas
1
4
Chances reais
3
7
Escanteios
3
2
Impedimentos
0
3-4-3
20
David Terans
37
Bissoli
11
Nikão
16
Abner
25
Richard
26
Erick
5
Marcinho
27
José Ivaldo
44
Thiago Heleno
34
Pedro Henrique
1
Santos
  • Bento
  • Lucas Fasson
  • Khellven
  • Márcio Azevedo
  • Nicolas
  • Christian
  • Juninho
  • Léo Cittadini
  • Fernando Canesin
  • Carlos Eduardo
  • Pedro Rocha
  • Renato Kayzer
  • Técnico
  • Bruno Lazaroni

Arbitragem

Árbitro:

Diego Haro (Peru)

Auxiliares:

Jonny Bossio (Peru)

Michael Orue (Peru)

Quarto árbitro:

Kevin Ortega (Peru)

Público e Renda

Total:

Não divulgado

Pagante:

Não divulgado

Renda:

Não divulgado