Resumo do jogo

Na casa do líder, deu Furacão!

PAL 0
Brasileirão 2022
Rodada 15
2 CAP

Felipão se sentiu em casa no Allianz Parque. E o Athletico também!

O Palmeiras, é verdade, dominou a posse de bola, teve inúmeras finalizações, exigiu uma grande atuação de Bento. Mas o Furacão foi preciso, cirúrgico, mortal!

Enquanto o time paulista se lançava com tudo ao ataque, o Rubro-Negro era quase impecável na defesa. E sabia aproveitar os espaços deixados pelo adversário para puxar contra-ataques que deixavam a zaga verde sempre em apuros.

Foi assim que Vitor Roque abriu o placar no primeiro tempo. E foi assim que Rômulo finalizou e Piquerez tirou com a mão, cometendo o pênalti batido com maestria por Vitor Bueno na etapa final, fechando o placar em 2 a 0.

Triunfo magistral do Furacão! A quinta vitória seguida! O 13º jogo consecutivo sem derrotas!

Agora, são 27 pontos somados no Brasileirão, com a vice-liderança confirmada! E na próxima terça (5), tem CONMEBOL Libertadores, com o jogo de volta das oitavas de final contra o Libertad, no Paraguai.

Que os corações rubro-negros se preparem! Ainda tem muito 2022 pela frente!

Veja os melhores momentos do jogo

O Jogo

O início da partida foi como o esperado: Palmeiras com a posse de bola, buscando sempre o campo de ataque. Raphael Veiga teve a primeira boa chance, cabeceando com perigo. Mas o Athletico segurou o ímpeto verde e logo encaixou o seu jogo.

Os contra-ataques athleticanos começaram a aparecer e Vitor Roque, por duas vezes, deu trabalho para Weverton. Na segunda, em uma espetacular tabela com Canobbio.

O uruguaio, veloz e incansável como sempre, também levou perigo ao goleiro, chutando de primeira uma bola rebatida pela defesa. E numa boa troca de passes, recebeu de Hugo Moura e tocou para Vitor Bueno chutar com perigo.

Os ataques do Furacão eram mais perigosos! E aos 36′, Abner foi acionado pela esquerda e cruzou na segunda trave, direto na cabeça de Rômulo, que tocou para o meio da área. E ali apareceu Vitor Roque, que entrou atropelando e, com o joelho, mandou para rede! 

É claro que a resposta palmeirense veio. Primeiro com Dudu e depois, com Scarpa, que mandou na rede pelo lado de fora.

Mas o intervalo veio com o Athletico em vantagem. E o segundo tempo começou com o Palmeiras de novo no ataque. Bento fez a primeira boa defesa da noite em um chute de Dudu. Seriam mais seis até o final da partida.

Mas antes disso, o impiedoso contra-ataque athleticano apareceria mais uma vez. Vitor Roque aproveitou um erro na troca de passes do adversário, disparou em direção à área e tocou na direita para Rômulo. O piá do Caju bateu de primeira e Piquerez cortou… com a mão! Pênalti flagrado pelo VAR, que Vitor Bueno bateu com categoria!

Com 2 a 0 no placar, o Athletico se fechou ainda mais. E a pressão veio com tudo. Gabriel Menino, Scarpa, Dudu, Navarro, Garcia… As investidas palmeirenses tinham sempre o mesmo destino: as mãos, sempre seguras, de Bento. 

E o Furacão ainda teve chances de marcar o terceiro. Vitor Roque teve um chute de fora da área travado pela defesa, Erick bateu perto do travessão… E, já nos minutos finais, quando Terans ia ficando cara a cara com o goleiro em mais um contra-ataque, foi derrubado por Gabriel Menino, que recebeu o cartão vermelho direto.

A vitória já era do Furacão!

Ficha técnica: Palmeiras 0x2 Athletico Paranaense 
Campeonato Brasileiro 2022: 15ª rodada
Data: 02/07/2022
Horário: 21h
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Público total: 39.192
Renda: R$ 2.320.330,60 

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
Quarto árbitro: Vinícius Furlan (SP)
Árbitro de vídeo: Wagner Reway (PB)

Palmeiras: Weverton; Mayke (Gustavo Garcia, aos 25′ do 2º tempo), Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo (Gabriel Menino, aos 25′ do 2º tempo), Zé Rafael (Gabriel Veron, aos 15′ do 2º tempo) e Raphael Veiga (Atuesta, aos 15′ do 2º tempo); Scarpa, Dudu e Rony (Rafael Navarro, aos 15′ do 2º tempo)
Técnico: Abel Ferreira
Cartão amarelo: Piquerez
Cartão vermelho: Gabriel Menino, aos 45′ do 2º tempo

Athletico Paranaense: Bento; Orejuela, Pedro Henrique, Matheus Felipe e Abner; Erick, Hugo Moura (Léo Cittadini, aos 27′ do 2º tempo) e Vitor Bueno (Christian, aos 32′ do 2º tempo); Canobbio (Pedrinho, aos 27′ do 2º tempo), Vitor Roque (David Terans, aos 41′ do 2º tempo) e Rômulo (Marcelo Cirino, aos 41′ do 2º tempo)
Técnico: Luiz Felipe Scolari
Gols: Vitor Roque, aos 36′ do primeiro tempo; Vitor Bueno, aos 12′ do segundo tempo
Cartões amarelos: Pedro Henrique e Abner 

Fotos: José Tramontin/athletico.com.br

PAL CAP
33
Finalizações
13
8
Finalizações no gol
6
19
Finalizações para fora
4
6
Finalizações bloqueadas
3
13
Chances reais
5
9
Escanteios
2
1
Impedimentos
0
71
Posse de bola
29
4-3-3
9
Canobbio
39
Vitor Roque
35
Rômulo
8
Vitor Bueno
17
Hugo Moura
26
Erick
16
Abner
42
Matheus Felipe
34
Pedro Henrique
24
Orejuela
1
Bento
  • Anderson
  • Nicolás Hernández
  • Dedé
  • Khellven
  • Pedrinho
  • Matheus Fernandes
  • Léo Cittadini
  • Christian
  • David Terans
  • Marcelo Cirino
  • Matheus Babi
  • Tomás Cuello
  • Técnico
  • Felipão

Arbitragem

Árbitro:

Bráulio da Silva Machado (SC)

Auxiliares:

Alex dos Santos (SC)

Thiaggo Americano Labes (SC)

Quarto árbitro:

Vinícius Furlan (SP)

Público e Renda

Total:

39.192

Pagante:

Não disponível

Renda:

R$ 2.320.330,60