Resumo do jogo

Pra fechar 2020

CAP 3
Brasileirão 2020
Rodada 27
0 VAS

Adeus, ano velho.
O Athletico se despediu de 2020 com gols, inovação, estreia e uma boa dose de nostalgia e esperança. E o Vasco mais uma vez caiu no Caldeirão, goleado por 3 a 0.

O Jogo

Em campo, o Furacão foi aquele que todos queremos ver no ano que vem. Implacável na marcação, veloz e envolvente no ataque. Desde o início, a pressão sobre a saída de bola encurralou o adversário. E foi assim que a rede logo balançou.

O Vasco já havia se safado de levar o primeiro em uma cabeçada que Thiago Heleno não costuma errar. E Richard, se apresentado para uma grande atuação com um chute de primeira que raspou a trave.

Mas aos 10’, a marcação no campo do adversário funcionou. Richard ganhou de Neto Borges e tocou para Nikão, que dominou na entrada da área, arrumou pro chute certeiro, no pé da trave, longe de qualquer alcance.

A partida seguiu com o Athletico sem dar espaços ao Vasco e buscando o ataque a todo momento. O adversário conseguiu dar um susto, com Germán Cano mandando para o gol, mas a arbitragem flagrou impedimento na jogada.

Para não dar chance a qualquer injustiça, o Athletico voltou a pressionar a defesa adversária. Em mais uma bola roubada no campo de ataque, Nikão tocou para Léo Cittadini, que soltou a bomba. O goleiro rebateu a bola nos pés de Carlos Eduardo: 2 a 0!

O segundo tempo começou com o Vasco tentando imitar a estratégia rubro-negra. Em uma bola roubada, Cano mandou para o gol. Mas desta vez foi o VAR quem flagou o impedimento.

A partir daí, só o Athletico se aproximou do gol. Nikão batendo de fora da área e Christian chutando de longe deram trabalho a Fernando Miguel.

E aos 15’, Carlos Eduardo recebeu de Nikão, puxou para o meio e mandou o chute certeiro, sem chances de defesa, fazendo 3 a 0 e assegurando a vitória.

Mas o Furacão seguiu criando jogadas. A entrada de Walter manteve a dinâmica no ataque, com a conhecida qualidade do atacante para segurar a bola, encontrar os espaços e finalizar com perigo.

E já no final, aos 39’, houve tempo para mais algumas linhas serem escritas na história do Furacão. Após 16 anos, Jadson voltou a jogar com a camisa rubro-negra. E em pouco tempo, pode mostrar um pouco daquela categoria que encantou a torcida.

Aos 42’, um lance de poesia. Jadson acreditou em uma bola que parecia perdida pelo lado direito, dominou junto à linha lateral, foi à linha de fundo e cruzou. Walter recebeu livre e, com o peito, tocou para Nikão, que bateu muito perto do gol.

Jadson ainda acertaria mais um lindo passe, no meio da zaga vascaína, deixando Nikão frente a frente com o goleiro, que fez grande defesa no toque por cobertura.

Fim de jogo. E por mais que a virada do ano mude pouca coisa na rotina do time nesta temporada, fim de 2020.

Feliz ano novo.

Athletico Paranaense 3 x 0 Vasco da Gama
Campeonato Brasileiro 2020 – 27ª rodada
Data: 27/10/2020
Horário: 18h15
Local: Estádio Joaquim Américo

Athletico Paranaense: Santos; Jonathan (Khellven, aos 18’ do 2º tempo), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard (Jadson, aos 39’ do 2º tempo), Christian (Lucho González, aos 30’ do 2º tempo) e Léo Cittadini (Fernando Canesin, aos 30’ do 2º tempo); Nikão, Renato Kayzer (Walter, aos 18’ do 2º tempo) e Carlos Eduardo
Técnico: Paulo Autuori
Gols: Nikão, aos 10’, e Carlos Eduardo, aos 37’ do primeiro tempo; Carlos Eduardo, aos 15’ do segundo tempo

Vasco da Gama: Fernando Miguel; Léo Matos (Yago Pikachu, aos 22’ do 2º tempo), Werley, Leandro Castan e Neto Borges; Marcos Junior (Talles Magno, no intervalo) e Andrey (Tiago Reis, aos 33’ do 2º tempo); Vinícius (Léo Gil, no intervalo), Carlinhos e Juninho (Gustavo Torres, no intervalo); German Cano
Técnico: Rui Motta
Cartão amarelo: Carlinhos

CAP VAS
16
Finalizações
11
8
Finalizações no gol
4
2
Finalizações bloqueadas
2
6
Finalizações para fora
5
6
Chances reais
2
6
Escanteios
5
1
Impedimentos
3
4-2-3-1
96
Carlos Eduardo
79
Renato Kayzer
11
Nikão
18
Léo Cittadini
88
Christian
25
Richard
16
Abner Vinicius
44
Thiago Heleno
34
Pedro Henrique
2
Jonathan
1
Santos
  • Jandrei
  • Lucho González
  • Khellven
  • Jaime Alvarado
  • Bissoli
  • Walter
  • Reinaldo
  • Felipe Aguilar
  • José Ivaldo
  • Fernando Canesin
  • Bruno Leite
  • Jadson
  • Técnico
  • Paulo Autuori

Arbitragem

Árbitro:

Jean Pierre Gonçalves Dias

Auxiliares:

Leirson Peng Martins

Lucio Baiersdorf Flor

Quarto árbitro:

Luiz Alexandre Fernandes

Público e Renda

Total:

Pagante:

Renda: