Time

Presente na primeira decisão continental, Diego torce pelo Furacão na CONMEBOL Sul-Americana

O ano de 2005 foi um momento mágico para o Athletico. A grande campanha na CONMEBOL Libertadores colocou o Furacão pela primeira vez em uma decisão continental. Mas o sonho da conquista da América terminou com uma injustiça. O Rubro-Negro foi impedido de jogar a final em sua casa, o que desequilibrou a disputa a favor do São Paulo.

Presente naquela trajetória histórica e na primeira decisão da CONMEBOL Libertadores entre dois clubes brasileiros, o goleiro Diego está na torcida por um desfecho diferente em 2021: a vitória do Athletico na final em jogo único e o troféu da CONMEBOL Sul-Americana mais uma vez a caminho do Caldeirão.

“Até hoje lamento muito o que aconteceu. Era o jogo mais importante da história do clube e foi tirado do torcedor o direito de estar presente e apoiar o time em seu estádio. Estou certo que, se a gente tivesse jogado o primeiro jogo na Arena, a história seria diferente. Com o apoio da torcida, com certeza a gente ganharia a primeira partida”, diz Diego.

Agora, o antigo ídolo da torcida athleticana diz que o clube está mais acostumado às grandes decisões. E que a decisão em partida única garante a igualdade de condições na briga pelo título.

“Desta vez eu quero que tenha uma grande diferença. Naquela oportunidade, foi uma final continental, com dois clubes brasileiros, e infelizmente nós perdemos. Agora, quero muito que o Athletico conquiste mais um grande título, por que merece por tudo o que faz, pelos grandes profissionais que estão no clube”, avalia.

Diego ressalta a superação que vem sendo demonstrada pelo time rubro-negro na temporada e acredita que os jogadores não deixarão escapar a oportunidade de colocar seus nomes entre os grandes ídolos da história do Furacão.

“O torcedor só reconhece seus ídolos quando eles ganham títulos. E estes jogadores têm mais uma grande oportunidade de fazer história. Eu estou acompanhando e vejo que eles estão se dedicando muito. Não é fácil para um clube brasileiro chegar a duas grandes finais como essas e eles conseguiram. Agora tenho certeza que eles irão fazer de tudo nesse jogo único, para não deixar escapar essa conquista”, afirma.

E para superar o Red Bull Bragantino, o ex-goleiro diz que o Athletico conta com um trunfo que pode ser decisivo em Montevidéu.

“O torcedor é o que faz a diferença. Mesmo sendo em campo neutro, acredito que o torcedor do Furacão vai comparecer. E que eles façam o de sempre: a diferença a favor do Athletico. A torcida do Athletico é uma das poucas que realmente faz a diferença e tenho certeza que será assim mais uma vez”, aposta.

Comentários