Clube

TJD-PR não autoriza conversão de valores em favor do Hospital Erasto Gaertner

O Athletico Paranaense informa aos seus torcedores que, na data de ontem (16), mais uma vez se surpreendeu negativamente com uma decisão advinda do TJD-PR, proferida pelo Presidente Sr. Adelson Batista de Souza.

Por conta da multa de 50 mil reais, aplicada pelo STJD contra o CAP em razão da “torcida humana”, o Clube apresentou ao Presidente do TJD-PR, com fundamento no art. 176-A, § 2º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, pedido de conversão da metade da multa em favor do HOSPITAL ERASTO GAERTNER, visando contribuir com a construção de sua ala infantil (‘Erastinho’).

Com base em argumentos não compreendidos e de forma absolutamente não usual, o Presidente do TJD-PR indeferiu o pedido apresentado pelo CAP e, com isso, o valor integral da multa será revertido em favor da Federação Paranaense de Futebol.

Perdeu-se uma grande oportunidade de ajudar mais uma vez quem tanto necessita. O Athletico continuará fazendo a sua parte e apoiando projetos com finalidades sociais.

Comentários

PAOLA MOTA
1 mês

Excluir
É só fazer a doação com o próprio dinheiro (não da multa)! Vai ficar até mais bonito!!

Daniel Palhano
1 mês

Excluir
É preciso que a sociedade paranaense exija que seja feito uma investigação minuciosa sobre a vida pregressa das pessoas que estão conduzindo o TJD-PR, em especial do Sr. Adelson Batista de Souza (Presidente do TJD-PR). As atitudes, as incoerências e decisões proferidas por este cidadão, nos leva a crer (indubitavelmente), que o mesmo age de forma "pessoal" e sem a observância da lei, ou seja, o mesmo extrapola a lei com intuito evidente em prejudicar o Athletico e ao mesmo tempo obter para si vantagens (exposição na mídia por enfrentar de forma incoerente o maior clube do estado; ter maior influência no clube que torce (Coritiba); e obtenção de recursos através do cargo que exerce de forma fraudulenta). A população do estado do Paraná precisa extirpar qualquer cidadão que queira ocupar cargos no judiciário para fins de vantagens próprias, atender à vontade de clubes que promovem a "anarquia" no judiciário (Coritiba) ou que contrariem a lei a fim de receber recursos que não são para o bem da população, mas para coisas ocultas do povo paranaense. Eu, como cidadão paranaense, e cumpridor da lei, exijo que as autoridades competentes façam uma devassa na vida pregressa desse Sr. Adelson Batista de Souza, a fim de observar por qual motivo o mesmo toma essas atitudes suspeitas, incoerentes e com total falta de discernimento.

DANUZO ADJANUZ JUDAH DE SAN SEBASTIAN PEREIRA DE AQUINO
1 mês

Excluir
Muito estranho. Parece perseguição ao Cap.

Luciano Armstrong De Souza
1 mês

Excluir
Oque esperar de uma instituição inoperante que nem se sabe o pq existe, so para arrecadar valores de forma tempestiva e sugar os clubes que nela estão filiados. Faça se uma doação dos mesmos valores e mostrem o valor real do Club Athletico Paranaense.

WILLIAN DE OLIVEIRA MORAIS
1 mês

Excluir
Mpstre sua grandeza CAP e doe o valor equivalente mesmo assim.