Clube

Mario Celso Petraglia esclarece informações referentes aos exames antidoping

Créditos: Miguel Locatelli/Site Oficial

O presidente do Conselho Deliberativo do Athletico Paranaense, Mario Celso Petraglia, concedeu entrevista coletiva na tarde da última segunda-feira (13), no Estádio Joaquim Américo. Ele esclareceu as informações referentes aos exames antidoping, que envolveram dois atletas.

O Clube recebeu, no dia 3 de maio [sexta-feira], a notificação da Conmebol de que o atleta Thiago Heleno havia ingerido um suplemento proibido, denominado “higenamine”, e que o mesmo foi detectado no exame antidoping em uma partida da Conmebol Libertadores.

Depois de recebido o comunicado, o Clube abriu uma sindicância interna e foi verificado que o volante Camacho também utilizou a substância sob orientação de profissionais do Clube. Camacho participou de exames antidoping, mas os resultados desses exames na Conmebol Libertadores e no Campeonato Brasileiro ainda não foram divulgados. Ainda assim, o Clube enviou às instituições responsáveis a informação de que Camacho utilizou o suplemento, assumindo previamente a culpa sobre um possível teste positivo. Nenhum outro atleta do elenco ingeriu o suplemento.

“Fomos surpreendidos por uma falha interna, de profissionais do Clube. Abrimos uma sindicância, um processo administrativo interno, para esclarecer todas as informações do ocorrido. Não chegamos ainda a uma conclusão, uma posição objetiva das falhas que existiram durante o processo”, destacou Mario Celso Petraglia.

O presidente do Conselho Deliberativo afirmou que os atletas são vítimas e que o Clube assumirá a responsabilidade.

“A instituição assume a culpa e a responsabilidade da ocorrência. Buscaremos, de todas as formas e maneiras, a isenção dos atletas. Eles foram vítimas, absolutamente”, disse. “Que isentem os atletas e não se perdoe quem tem culpa. O Clube vai pagar pelo erro que cometeu. Temos que ser maduros, sabendo que essas coisas acontecem. Houve falha e vamos ter que conviver com isso”, complementou.

De acordo com Mario Celso Petraglia, não há a possibilidade do Athletico Paranaense ser punido nas competições. “Nenhuma possibilidade. Felizmente, principalmente pela torcida, que não poderia pagar esse preço por falhas internas”, concluiu.

 

Comentários

Edivaldo Dantas De Medeiros
7 meses

Excluir
Torcida athleticana, todo apoio e solidariedade aos atletas prejudicados por este evento tão ruim em sua vidas nesse momento! Eles merecem o nosso respeito e admiração!

Eduardo Alves Bonfim
7 meses

Excluir
MCP obrigado pelos esclarecimentos, e gazeta do povo respeite o momento e cale-se.