Escola Furacão

Furacão Cup teve abertura no domingo e prossegue até dezembro

Alunos da Escola de Futebol Furacão, de Curitiba e Região Metropolitana [RMC], iniciaram no último fim de semana a disputa da Furacão Cup. A competição reúne cerca de 2.500 participantes, das categorias Sub-07 a Sub-17, de 23 unidades da escola oficial do Athletico Paranaense, localizadas em nove municípios da RMC.

O festival de abertura da Furacão Cup foi realizado no domingo (28), na Academia New Soccer, no bairro São Braz, com a participação de cerca de 200 pequenos atletas da categoria Sub-07. Todos foram premiados pela participação.

A Furacão Cup prossegue até o mês de dezembro, com 154 equipes inscritas. Todo o torneio é realizado em quadras de grama sintética, de acordo com as regras da Confederação Brasileira de Futebol 7 [CBF7]. As finais serão disputadas nos dias 7 e 8 de dezembro, no CAT Alfredo Gottardi.

“Sabemos da importância de um evento como esse para as crianças, assim como da própria prática esportiva. Formar cidadãos é a nossa principal bandeira, mas também sabemos que em competições como esta podem surgir novos talentos que venham a integrar as equipes de Formação do Athletico Paranaense”, diz o coordenador técnico da Escola de Futebol Furacão, Christian Korgut.

A Furacão Cup é organizada pela BDJ Gestão e Eventos Esportivos, que é responsável pelo quadro árbitros, tribunal desportivo e pelo sistema informatizado, que reúne as fichas de inscrições, súmulas e dados, como cartões amarelos e vermelhos.

A parceira do Athletico Paranaense também oferece álbum de figurinha com os atletas participantes e um aplicativo para smartphone, onde é possível acompanhar todas as informações do torneio.

Comentários

Ticyana Novais
2 semanas

Excluir
Seria bem importante uma campanha com os pais para respeitar as crianças, que são jogadores em aprendizado, e os juizes. No último jogo de domingo, muitos pais urravam com seus filhos, com o juiz - e o professor da escola, tanto como o juiz nada fizeram. Isso acaba por destruir o espírito esportivo e o fair play. Ensina errado! Fora que gritar com crianças não vai torna-los craques. Fica parecendo uma arena de gladiadores, não um jogo de futebol em que as crianças estão lá para aprender. Lamentável. Não vou expôr a a escola que isso ocorreu, mas caso queiram investigar e conversar com o professor posso passar o nome em particular. Minha filha faz aula no Boa Vista e os professores de lá ensinam as boas práticas esportivas, o respeito, o caráter, muito além do bom futebol - inclusive tenho extrema confiança no Rodrigo que comanda a equipe. Pena que não pude ver esse caráter em todos os professores e pais de outras escolas. Sei que o Athlético não tem controle sobre os pais, mas com professores mais bem treinados e comprometidos poderia coibir esse tipo de situação. Agradeço, e estou disponível para qualquer outra informação.

DELANE JUSKI
3 meses

Excluir
Onde encontro o aplicativo e o álbum?